A imprensa chavista é um show

Exatamente ao gosto da esquerda (não só brasileira, aliás), esta narração da notícia é PRIMOROSA:

Fico pensando: será que é este o tipo de “mídia” que a esquerda defende ???

Um locutor da televisão venezuelana bateu o recorde mundial da confusão olímpica ao relacionar numa só frase o ditador alemão Adolf Hitler, o jovem nadador norte-americano Michael Phelps e os Jogos Olímpicos de Munique-72.

A “aula” –que já faz sucesso na Internet– foi dada pelo comentarista Willie Toledo, da Televisão Social Venezuelana (TVes, um canal público), a propósito de apresentar a prova dos 4 x 100 metros na natação dos Jogos de Pequim.

“Nunca nos Jogos Olímpicos nenhum mortal, nenhum ser vivo pôde alcançar a cifra de oito medalhas douradas. Unicamente o conseguiu Michael Phelps nos Jogos Olímpicos de Munique, no ano de 1972, lá na Alemanha de Hitler, onde ele (Hitler) não quis nem mesmo lhe dar as medalhas”, explicou Oviedo.

O narrador confundiu Phelps, de 23 anos, com Mark Spitz, um outro nadador norte-americano, que em Munique-72 se tornou o recordista absoluto de medalhas de ouro numa só edição dos Jogos, com sete vitórias –até ser superado pelos oito ouros de Phelps em Pequim.

Mas na confusão entrou também a outra Olimpíada ocorrida na Alemanha, a de Berlim-36, em que Hitler preferiu não estar presente nas cerimônias de premiação, pois o atleta negro norte-americano Jesse Owens desmentia nas pistas a superioridade da “raça ariana”.

Questionada pela Reuters, a TVes não quis comentar se a narração de fato foi ao ar, mas criticou as montagens feitas na Internet.

A TVes é vista com antipatia pela oposição ao presidente Hugo Chávez, porque o canal ocupa a frequência antes utilizada pela RCTV, que fazia críticas ao governo e não teve sua licença renovada, em maio de 2007.

(Por Enrique Andrés Pretel)

Anúncios

O pior do Brasil é o Brasileiro (3)

Dando seqüência a posts anteriores (aqui e aqui), o “Painel do Leitor” da folha de São Paulo de ontem (05/07) trouxe mais um pedaço da ignorância que atrasa o Brasil, na forma de palavras:

“As aparências não enganam. A julgar pelo visual da ex-senadora Ingrid Betancourt, ou o acampamento das Farc é um “spa” ou existe armação em torno desse “fantástico” resgate. Pena que as notícias publicadas nos jornais daqui se originem sempre das agências norte-americanas. Tenho dúvidas se isto merece o nome de informação.”
PATRICIA PORTO DA SILVA (Rio de Janeiro, RJ)

A criatura aí estava preocupada com a APARÊNCIA da pessoa que passou 6 anos seqüestrada ??????? É isso mesmo ?????

Deve ser leitora da Caras……

A menção pejorativa às agências noticiosas norte-americanas não esconde o ranço burro-ideológico da autora do petardo de “iguinorânssia“….. Esta dona Patrícia, provavelmente, prefere acreditar na Carta Capital, Agência Brasil de Fato, Granma, site do MST etc…..

Mas se a dona Patrícia acha que “as aparências NÃO enganam”, quero presenteá-la com algumas imagens (que, portanto, NÃO mentem):

O que será que dona Patrícia acha do spa do Alvorada ?????

INTERPOL: golpista ?

Depois de ler a notícia abaixo, já fico imaginando: quanto tempo vai demorar para que estes esquerdistas e PTralhas de bosta começem a acusar a INTERPOL de integrar a “direita-elitista-oligárquica-imperialista” ???

Relatório da Interpol (polícia internacional) divulgado nesta quinta-feira (15) em Bogotá diz que a Colômbia não modificou os arquivos encontrados em computadores do número dois das Farc, Raúl Reyes.

A Colômbia bombardeou um acampamento das Farc em 1º de março deste ano. No ataque, 25 pessoas morreram –inclusive Reyes– e foram apreendidos três computadores, três unidades de memória e dois discos externos supostamente pertencentes às Farc. Nesses computadores, foram encontrados documentos expondo vínculos entre as Farc e os governos venezuelanos e equatorianos, como empréstimos de até R$ 300 milhões à guerrilha e contatos entre funcionários do alto escalão do governo de Rafael Corrêa e as Farc.

Em entrevista a jornalistas estrangeiros nesta quinta-feira, o presidente venezuelano, Hugo Chávez, classificou de “show” o relatório da Interpol e chamou o secretário-geral da entidade, Ronaldo Noble, de “vagabundo internacional”, informa a Folha (aqui, para assinantes). Chávez ainda disse ter pedido ao seu ministro do Interior (Justiça), Ramón Rodríguez Chacín, uma revisão sobre a filiação da Venezuela à Interpol, sugerindo a criação de uma entidade paralela, com “gente séria”.

A Interpol informou que “ninguém nunca poderá questionar se a Colômbia manipulou essa evidência apreendida”, disse o secretário-geral Ronald Noble, em entrevista coletiva em Bogotá. Noble declarou que estava convencido de que os equipamentos analisados foram apreendidos em um acampamento das Farc. “Vieram de um acampamento terrorista das Farc, portanto pertenciam à organização e aos membros dessa organização.”

Nessa documentação, Noble insistiu que 64 especialistas de 15 países trabalharam durante mais de cinco mil horas nas oito “provas documentais apreendidas”. Sobre os cerca de 7.900 endereços de e-mail encontrados, ele acrescentou que “devem ser muito importantes para investigações antiterroristas não só na Colômbia mas em outros países”.

O ataque do Exército colombiano em território do Equador, realizado em 1º de março, gerou uma crise diplomática entre os dois países. Equador e Colômbia romperam relações após acusações mútuas de favorecimento ao terrorismo.

A matéria é da folha On-Line, na íntegra aqui. O relatório da INTERPOL que trata desta questão pode ser lido, no original, aqui.

Ora, convenhamos que não é surpresa alguma descobrir-se que Hugo Chávez tem interesse em financiar as FARC, não é ?

Assim como o PT também o faz – sem falar no Foro de São Paulo……