Lista de razões

Esta retrospectiva que andei fazendo recentemente acabou me levando a um e-mail de 2006, que reproduzo abaixo, listando ao menos 100 razões para expulsar essa cambada de incomPTentes do Brasil.

Preciso “honrar” meus e-mails antigos, pois a idéia de iniciar este blog surgiu justamente a partir das manifestações de alguns amigos que recebiam os meus “boletins” por e-mail. Então, vou tentar identificar, no arquivo de e-mails, aqueles que ainda trazem dados e/ou posições relevantes. E são muitos, pois quase nada se tem visto de diferente na política brasileira mesmo…….

1 – Lula prometeu que no governo dele corruptos não teriam lugar. O que se viu foi exatamente o contrário. A cúpula inteira de seu governo esteve envolvida em atos ilícitos.

2 – Mesmo com um ambiente externo favorável no governo Lula, o Brasil foi o lanterninha do crescimento econômico nas américas. Só não ficou atrás do Haiti, país que se encontra em meio a uma guerra civil.

3 – Lula insistiu no Fome Zero, mesmo sob o aviso de diversos especialistas de que este programa não daria certo. E não deu. Pra não ficar no fiasco, Lula adotou um programa do governo passado, o bolsa família. Este, aliás, foi o único que deu certo na área social.

4 – O governo Lula gastou mais em publicidade do que em saneamento básico. O que é inaceitável para um governo que se diz voltado para as questões sociais.

5 – Lula não investiu nenhum centavo em transporte durante seus três primeiros anos de mandato. Somente seis meses antes das eleições, criou uma operação tapa-buraco gastando recursos financeiro sem licitação pública (ótimo para as ricas empreiteiras).

6 – Lula prometeu dobrar o salário mínimo e não o fez.

7 – Lula diz que não sabia de nada o que ocorria nos gabinetes ao lado. O dinheiro ao qual ele era a autoridade máxima era gasto em atos ilícitos sem ele saber. Incompetência não deveria ter lugar no Planalto.

8 – Lula prometeu criar 10 milhões de empregos e não o fez.

9 – Parentes do presidente Lula que vivem na zona rural de Caetés (a 245 km de Recife), terra natal do presidente, acham que nada mudou em suas vidas nos três anos e meio do atual governo. Dizem que Lula não cumpriu a promessa de melhorar o fornecimento de água na zona rural.

10 – O governo Lula tentou aprovar a Ancinav, uma agencia para regularia as atividades audiovisuais, que na prática daria ao governo o controle sobre os meios de comunicação. Se o congresso tivesse aceitado, hoje não saberíamos do mensalão.

11 – Em mais uma atitude autoritária, o principal ministro de Lula, ordenou à Caixa Econômica Federal, sem aval jurídico, que abrisse o sigilo bancário de um caseiro. Qual seria a próxima atitude? Matá-lo como aconteceu com Celso Daniel?

12 – O governo petista começou um processo de sucateamento das agencias reguladoras por serem independentes de ideologia política. 84% do orçamento das agências reguladoras foi contingenciado pelo governo Lula no ano passado. Isso custou ao Brasil 40 bilhões em investimentos diretos.

13 – O governo Lula tenta emplacar uma lei de cotas raciais, que institui o racismo no Brasil. Ela prevê que na identidade das pessoas existirá a informação da raça para que exista tratamento diferenciado em determinadas instituições. Semelhança com o regime do aparteid e o inicio do nazismo não são meras coincidências.

14 – Lula foi a favor das barreiras que a Argentina quis impor sobre os produtos eletrodomésticos. Isso não salvou a indústria deles, pois passaram a importar da China o que pararam de importar do Brasil.

15 – Lula ofereceu empréstimos do BNDES a Evo Morales mesmo depois da nacionalização do gás na Bolívia e da expulsão da mineradora de um brasileiro.

16 – 10% do investimento em ciência e tecnologia do governo Lula foi pra botar um homem no espaço para fazer experiências já feitas há muito tempo atrás e cujos resultados estão à disposição de qualquer um na internet.

17 – Em 2006 o governo Lula aumentou em R$ 69 milhões os gastos do Planalto em itens como viagens, diárias e aluguéis de carros.

18 – Lula dobrou o número de funcionários no Planalto. De 1,8 mil, foi pra 3,3 mil funcionários. Só assim para empregar todos os amigos do PT.

19 – Em 2002 Fernando Henrique gastou 76 milhões com despesas de gabinete. Lula gastou 318 milhões em 2003 e 372 milhões em 2004.

20 – O Presidente Lula fez um contrato com o Cartão Internacional VISA, dando um cartão de crédito para cada uma das 39 pessoas do governo executivo e um para si próprio. O limite de cada cartão era de 400 mil, mas logo o limite foi aumentado para um milhão de reais. Tudo isso pago com o dinheiro de nossos impostos.

21 – O governo federal reduziu o orçamento do SUS em R$ 1,6 bilhão e coincidentemente orçamento do bolsa família aumentou este mesmo valor.

22 – O governo Lula gastou 54% mais com o bolsa família no Nordeste do que com investimento em desenvolvimento nessa região.

23 – Lula só beneficia prefeituras do PT, esquecendo que o dinheiro não é do partido, é do país. R$ 202 milhões foi quanto prefeituras do PT receberam do governo em maio. Já o PMDB, que comanda bem mais prefeituras, ficou com apenas R$ 84 milhões.

24 – O número de mortes de índios aumentou 100% no governo Lula. Isso se deve ao sucateamento da Funai, com a demissão e rebaixamento de funcionários técnicos para pessoas ligadas ao partidão entrarem no lugar.

25 – 23 de um total de 25 promessas de campanha da área de segurança não foram cumpridas por Lula depois que assumiu a Presidência.

26 – 11% foi o percentual de queda de investimentos do governo federal em segurança pública entre 2004 e 2005.

27 – Com a ajuda do governo Lula, os sem-terra que invadiram e depredaram o congresso nacional foram libertados da prisão. Isso se deu porque o líder do MSLT é um dos membros da executiva do PT. Muito rico por sinal.

28 – Lula assinou um tratado reconhecendo a China como economia de mercado em troca de seu voto no conselho de segurança da ONU. Nenhum país do mundo reconhece a China como tal, por que este adota trabalho semi escravo. O resultado disso são as centenas de fábricas de roupas, calçados e brinquedos quebrando no Brasil. Ah! A China votou contra o Brasil.

29 – A entrada da Venezuela ao Mercosul dificulta ainda mais as relações no bloco. com Chavez no bloco, os acordos com os Estados Unidos e Europa ficam mais distantes. Lula apoiou isso. Enquanto isso, Chile e México aumentam seu comércio exterior fazendo acordos bilaterais com eles.

30 – Lula dobrou seu patrimônio em três anos e meio. Passando a mais de 850 mil de reais. Isso explica gasto tão grande em despesas do gabinete citado mais acima.

31 – O PT e Lula preferiram perdoar os mensaleiros, comprovados e confessos, e apoiar suas candidaturas. Nada mais anti-ético que isto, é de uma cumplicidade vergonhosa.

32 – O PCC apoia o PT. Os bandidos chegaram a imprimir 170 mil panfletos contra o PSDB e em escutas telefônicas os marginais mandam ordens para matar membros do PSDB e não do PT.

33 – Lula vetou o aumento dados aos aposentados. Aumento este pelo qual ele sempre lutou, ou fingiu lutar.

34 – Com medo de perder eleitores da classe rica, Lula alterou o direito a INSS das empregadas domésticas de forma que os patrões pudessem deduzir o gasto do imposto de renda. Ou seja, quem pagará o INSS das empregadas será o governo, com dinheiro do povo.

35 – Lula vetou o FGTS das empregadas domésticas, como se essa profissão merecesse menos direitos do que as demais. Fez isso para agradar os eleitores ricos que não gostariam de gastar mais 8% do orçamento para dar direitos a seus funcionários.

36 – Lula prometeu reduzir a CPMF a um valor simbólico, que iria minguando até sua extinção total posterior. Que aconteceu depois que Lula assumiu o governo? Passando por cima da promessa de campanha, o texto da Reforma Tributária elaborada pelo governo Lula, mantém a CPMF até 2007.

37 – o PT prometia investimentos anuais de R$ 39 bilhões em infra-estrutura. Logo no primeiro ano de mandato, o governo Lula destinou para estes fins, apenas R$ 7 bilhões, ou seja, R$ 32 bilhões a menos que o prometido em campanha para cada ano.

38 – A reforma agrária praticamente parou no governo Lula. Na campanha, o PT prometia assentar 250 mil famílias por ano. Ou seja, um milhão de famílias. O que se viu foi que nos dois primeiros anos, somente 106 mil famílias foram assentadas. Menos de um quarto daquilo prometido.

39 – O PT acenava com o cumprimento das regras do FUNDEF, com a ampliação dos recursos repassados aos estados. O valor legal por aluno seria de R$ 786,16. Já no governo, nada disto vale mais. O valor legal por aluno, decretado para 2003 foi de R$ 446,00. Em 2004, este valor legal por aluno foi de R$ 537,71. Tudo muito longe do prometido.

40 – Na tentativa de conter o MST, o governo lula deu a este grupo mais de 25 milhões de reais entre 2003 e 2005. Mesmo essa “propina” não conseguiu conter as invasões de terra porque a reforma agrária simplesmente estagnou nesse período.

41 – 5.600% Foi o percentual de aumento dos repasses do governo ao MSLT, grupo liderado por um membro da executiva do PT que invadiu a câmara dos deputados, em apenas três anos.

42 – R$ 79 milhões Foi quanto o governo Lula repassou em dezembro ao Movimento das Mulheres Camponesas que invadiu o laboratório da Aracruz, destruindo 20 anos de pesquisa. A comunidade cientifica do Brasil deve estar de cabelo em pé.

43 – Uma das promessas de Lula foi aumentar a auto-estima brasileira. Ele começou bem com uma série de propaganda “Sou brasileiro e não desisto nunca” mas terminou mal com a constatação de que somos um país de corruptos, onde o maior corrupto é o próprio governo.

44 – Lula prometeu implantar o sistema único de segurança pública nacional. O projeto foi arquivado.

45 – Lula prometeu investir em penas alternativas para recuperar presos e esvaziar as penitenciárias. O Orçamento de 2005 previa gastar R$ 3,5 milhões nisso. Só R$ 455 mil foram liberados (o restante deve ter ido pras propagandas).

46 – Lula prometeu estabelecer um piso salarial nacional para os policiais mas não cumpriu.

47 – Lula prometeu criar um banco de dados único, com informações das polícias Federal, Civil e Militar, mas não cumpriu.

48 – O atual governo simplesmente ignorou a medida provisória, com força de lei, que proíbe a desapropriação, para fins de reforma agrária, de terras invadidas. Com este empurrão do planalto, as invasões triplicaram ao longo do mandato de Lula.

49 – No Governo Lula, existem cerca de 23.000 petistas empregados nos 32 ministérios, a maioria criada apenas para servir de cabide de emprego dessa massa sem qualificação.

50 – Depois da corrupção nos correios, a direção desta empresa foi substituída, retirando os corruptos aliados a Lula, por um grupo técnico. Com essa substituição os Correios alcançaram um lucro recorde em 2005. Para não perder o apoio do PMDB, Lula removeu a diretoria técnica para dá-la ao PMDB novamente, abrindo mais uma vez as portas da empresa à corrupção. O PT não aprende.

51 – Ainda permanece desconhecida a origem de R$ 223,5 mil que foram parar nas contas de Lula e de outros sete petistas que concorreram a cargos majoritários nas eleições de 2002.

52 – A promessa de campanha de Lula do “primeiro emprego” foi abandonada.

53 – Segundo a fundação Perseu Abramo, vinculada ao PT, o governo Lula foi o mais corrupto da história, só perdendo para o governo Collor.

54 – Na campanha, Lula prometeu instalar mil farmácias populares até o final do governo. Em 2003 e 2004, foram montadas apenas 28 pontos de venda. No ano passado, somente mais dez. Até ontem haviam sido inauguradas somente 110 farmácias.

55 – O governo, além de apoiar as invasões dos sem terra, ignorou a crise que atingiu em cheio a produção agrícola, apesar dos apelos do ex-ministro da Agricultura Roberto Rodrigues. Pela primeira vez em sete anos, a balança comercial do agronegócio cairá em 2006 na comparação com o ano anterior.

56 – Lula torrou no R$ 54 milhões na compra do Aerolula feito sem concorrência. Isso é mais do que o governo federal gastou em saneamento básico em 2004.

57 – Lula sancionou a emenda que diminui as multas de transito por excesso de velocidade. Medida eleitoreira que poderá causar um aumento no já alto índice de mortalidade em acidentes de trânsito no Brasil.

58 – O ministro da saúde de Lula, Humberto Costa, foi quem assinou a liberação das verbas da máfia dos sanguessugas. Mesmo sabendo disso, Lula está apoiando a eleição dele em Pernambuco.

59 – Dos R$ 27,6 bilhões gastos em segurança pública no país no ano passado, 87% (ou R$ 24 bilhões) saíram dos cofres dos governos estaduais. Esse valor equivale ao triplo do que o governo federal dedicou à educação em 2006. Ou seja, além de não gastar quase nada com educação, Lula gasta menos ainda com segurança.

60 – Pela constituição, a responsabilidade pelo crime organizado é da esfera federal, cabendo aos estados somente os crimes comuns como brigas de vizinhos, crimes passionais, batedores de carteira, assaltantes entre outros. Contudo, o governo Lula finge não ter esta responsabilidade, mesmo estando ela definida na constituição, colocando os Estados da federação numa saia justa.

61 – o Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti) do governo Fernando Henrique atendeu 809 mil crianças e reduziu em 26% o número de trabalhadores infantis. Embora bem-sucedido, o programa não contou com apoio do governo Lula. O petista preferiu retirar recursos desse programa para repassá-los ao Bolsa Família.

62 – Durante os anos de administração de Fernando Henrique, o percentual das estradas brasileiras consideradas ruins ou péssimas era de 1,5%. Sob Lula, 40% das estradas estão nessa situação.

63 – Nos anos do governo tucano de Fernando Henrique a produção agrícola pulou de 81 milhões para 123,2 milhões de toneladas. Sob Lula a produção só fez cair até chegar a 113,9 milhões de toneladas. Uma redução de 7,7% no governo petista frente a um avanço de 33,3% no governo tucano.

64 – O PIB do setor agrícola deve amargar esse ano uma queda de R$ 10 bilhões. Ao mesmo tempo, os petistas permitiram um festival de invasões e conflitos no campo. O número de famílias assentadas ficou na metade do prometido e as invasões triplicaram, passando de 103 no governo FHC para 327 com Lula.

65 – Enquanto na gestão tucana a taxa real de juros anualizada era de 5,81%, na era Lula é de estratosféricos 12,64%. Com isso, o crescimento brasileiro tem sido pífio, apesar do cenário externo favorável.

66 – O governo Lula provocou uma explosão da dívida pública, que passou de R$ 1 trilhão. Na gestão passada, o aumento dessa dívida foi de R$ 182 bilhões, valor que atingiu R$ 356 bilhões no governo do PT.

67 – As verbas para o setor de segurança para São Paulo, que em 2001 somavam R$ 181 milhões, diminuíram para R$ 27 milhões em 2005. Comparativamente, o montante de recursos enviados por meio do Fundo Penitenciário Nacional (Funpen) e do Fundo Nacional de Segurança Pública (FNSP) teve redução, portanto, de 85%. Ou seja, Lula só libera verbas para Estados cujo governador é de seu partido. Como se o dinheiro fosse dele.

68 – A policia federal descobriu fraude em uma empresa de Henrique Meireles, presidente do Banco Central. Ele, por não ser membro do Executivo nem do Legislativo deveria ser julgado por foro normal. Contudo, Lula em mais uma manobra para premiar a corrupção de seus amigos, diplomou ele como ministro, tornando-o assim um membro do poder executivo.

69 – Humberto Costa, o ministro da Saúde de Lula,gastou 1,4 milhão de reais do ministério da saúde em causa própria, fazendo propaganda eleitoral com o dinheiro do povo.

70 – Lula tentou indicar Tarso Genro, além de outros dois deputados petistas, para ocupar vagas no Supremo Tribunal Federal. Atitude ridícula, visto que para ocupar o cargo deve-se selecionar pessoas com alto gabarito na área jurídica.

71 – Lula anunciou que pretende criar uma constituinte para alterar a constituição. Nada mais parecido com o que Chavez fez na Venezuela e Morales vem fazendo na Bolívia.

72 – Lula gastou 9 bilhões de reais dos impostos dos contribuintes para cobrir um rombo no fundo de pensão da Petrobrás. Essa quantia daria para pagar um ano de bolsa família e vinte operações tapa-buraco.

73 – Em seus quatro anos de governo, Lula construiu apenas uma penitenciária. Que funciona exclusivamente para apenas um preso.

74 – O governo executou apenas 1,45% das verbas do Fundo Penitenciário (Funpen) previstas no Orçamento deste ano e 4,8% dos recursos do Fundo Nacional de Segurança Pública (FNSP). Não é a toa o caos que se tornou a segurança brasileira.

75 – Lula defendeu o direito ao sigilo bancário dos suspeitos de atos ilícitos para atrapalhar as investigações das CPIs, mas ao mesmo tempo seu governo quebrou o sigilo bancário de um simples caseiro, para tentar desacreditar as denuncias dele.

76 – Cristóvão Buarque quando ministro da educação elaborou projetos de lei para melhorar o ensino brasileiro e erradicar o analfabetismo. Lula não os enviou ao congresso porque eles seriam impopulares aos olhos dos prefeitos que lhe ajudariam na reeleição. Cristóvão saiu do governo sem poder apresentar nenhum projeto e a educação ficou na mesma.

77 – Lula prometeu que investiria no policiamento de fronteira para evitar a entrada de drogas e armas ao Brasil mas não cumpriu a promessa.

78 – Lula é uma pessoa que comete gafes como quem respira. Faz o Brasil passar vergonha no exterior e abusa de expressões preconceituosas como “Nego”. A presidência da república é uma instituição que deve emanar respeito, mas Lula só emana piada e vergonha.

79 – Lula mentiu ao povo ao dizer em entrevista que foi ele quem criou a CGU, Controladoria Geral da União. A CGU foi criada pelo ex-presidente FHC em 2 de abril de 2001. Mas mentir já não é uma novidade para Lula.

80 – Na política externa o governo Lula foi de uma inocência infantil. Abonou a dívida que a Bolívia tinha com o Brasil meses antes de Evo Morales nacionalizar seu gás e expulsar uma mineradora de um brasileiro. Esse dinheiro, que o Brasil nunca mais vai ver, eram impostos que nossos avôs outrora pagaram.

81 – Lula e o PT acusam o governo Fernando Henrique de ter beneficiado os banqueiros com o Proer, programa que salvou os bancos brasileiros da falência e garantiu a estabilidade financeira. No entanto, por manter os juros reais mais altos do mundo, Lula faz o Brasil pagar vários dezenas de Proers por ano.

82 – Antes de Lula assumir a presidência o filho de Lula era monitor de Jardim Zoológico. Três anos depois tornou-se um empresário milionário, com contratos suspeitos com a Telemar/Oi.

83 – Anac, agência que substituiu o DAC no governo Lula, aumentou as taxas de renovação de exame médico para pilotos de avião de R$ 56 para R$ 950. Esse exame, no caso de pilotos de mais de 40 anos, deve ser feito de seis e seis meses.

85 – A renovação da licença de vôo subiu de R$ 110 para 1.389 no governo Lula. Essa renovação deve ser feita a cada seis meses.

84 – Por lei todos os cargos da Anac teriam que ser ocupados por concurso público. Não houve nenhum concurso. Todos os funcionários são indicados do PT e aliados. Ou seja, o governo Lula além de infringir a lei, fez da agência um cabide de empregos nos moldes das estatais da ditadura militar.

85 – As tarifas de embarque de passageiros e as aeroportuárias (Pouso e estacionamento de Aeronaves nos aeroportos) foram aumentadas em 1.000% no governo Lula.

86 – A Operação Tapa Buracos, feita às pressas pelo governo Lula para disfarçar a precariíssima qualidade das estradas federais, abriu crateras nas contas públicas. O TCU auditou cinco trechos de rodovias que, juntos, somaram 134 quilômetros. Foram encontradas 24 irregularidades, quinze delas “graves”. Ou seja, o governo não conseguiu andar 5,5 quilômetros sem tropeçar na lei.

87 – No governo Lula o Brasil quitou as dívidas com o FMI, eliminando empréstimos a juros baratos de 6 a 7% e trocou por outros com juros exorbitantes de 18%.

88 – Lula mentiu para todos os brasileiros em rede nacional quando disse que foi dele a iniciativa de afastar Dirceu e Palocci por conta de corrupção. Ambos demitiram-se. Com direito a carta amorosa e tudo.

89 – Lula nomeou Henrique Pizzolato, seu coordenador de campanha, para gerenciar a área de marketing do Banco do Brasil. O resultado foi mais corrupção, Pizzolato comprou 70 mil ingressos, com dinheiro público, de um show de Zezé de Camargo e Luciano, para beneficiá-los pelo apoio durante a campanha.

90 – Lula permitiu que seu irmão utilizasse de sua influência para intermediar negócios entre ONGs, a prefeitura de Jacareí, a Caixa Econômica Federal e a Petrobras, numa clara demonstração de tráfico de influência.

91 – Os recurso do FAT (Fundo de amparo ao trabalhador) passaram a ser desviados pela gestão de Lula para ONGs de petistas e amigos pessoais de Lula que utilizam o capital para oferecer empréstimo obtendo lucros de até 7000%. Dinheiro público, mais um item para explicar porque tantos petistas enriqueceram nesses três anos!

92 – A carga tributária no governo Lula foi a maior na história do Brasil, alcançando 37,7% do PIB.

93 – Na campanha eleitoral atual Lula prometeu diminuir a carga tributária, porém o orçamento que mandou ao congresso prevê exatamente o contrário: A carga tributária aumentará novamente. Ou seja, ele já está descumprindo sua promessa por antecipação.

94 – No programa de governo de Lula para um segundo mandato não há nem um item falando sobre reforma da previdência. O rombo da previdência é o que causa maior escoamento de recursos na união. Principalmente a previdência de funcionários públicos..

95 – Economistas do mundo inteiro criticaram o programa de governo de Lula para o segundo mandato mostrando que há erros básicos de matemática na composição orçamentária.

96 – Lula aumentou em 60% o orçamento do bolsa família somente no mês de Julho/06, nas vésperas da eleição. Um desrespeito total à democracia pois ele teve três anos e meio para fazer isso.

97 – O aumento do crédito consignado sem planejamento fez o comércio crescer por alguns meses mas agora o faz travar devido ao grande nível de endividamento que isso criou. Crédito fácil não é nada quando a renda está em baixa. O governo Lula parece não entender preceitos básicos da economia.

98 – Lula insultou países e lideres vizinhos como Chile, Argentina e Uruguai. Além de demonstrar um extremo desrespeito para com seus subordinados, como mostra o livro Viagens com o Presidente, Dois Repórteres no Encalço de Lula do Planalto ao Exterior. Isso é atitude de um chefe de estado?

99 – A elite que o Lula tanto combate é exatamente aquela que dá suporte ao seu governo: Sarney (Aquele que anda censurando blogs), Newton Cardoso, Marcelo Crivela, José Alencar, Jader Barbalho (Aquele que saiu do congresso algemado no governo Fernando Henrique) e outras figuras bem conhecidas.

100 – Durante o governo do petista Olívio Dutra no sul, que depois foi ministro de Lula, o representante das FARC, Hernan Rodriguez, foi recebido no Palácio pelo próprio governador. A ABIN relata três documentos atestando apoio financeiro de 5 milhões de dólares das FARC para candidatos petistas.

22 de setembro de 2006

Anúncios

E SE ?

Algumas perguntinhas do tipo “E SE?“: Você já imaginou a zona que o PT faria se, durante o governo do FHC, os bancos registrassem lucros tão vultosos ?

E se a epidemia de dengue fosse incontrolável como agora?
E se faltasse gás?
E se houvesse tantos acidentes aéreos?
E se houvesse o caos aéreo?
E se o FHC comprasse um avião tão luxuoso?
E se todos os “amigos” do FHC fossem corruptos?
E se o FHC “perdoasse” a dívida de tantos “amiguinhos”?
E se o FHC tivesse um filhinho tão espertinho quanto o Lullinha, ganhando milhões de uma concessionária pública?
E se as despesas do Palácio do Planalto aumentassem tanto?
E se alguma ministra de FHC nos mandasse relaxar e gozar?
E se a primeira dama não fizesse porra nenhuma mas tivesse cartão de crédito ilimitado?
E se o FHC fosse o mentor do mensalão e dissesse que não sabia de nada?
E se o FHC aparelhasse o estado com milhares de empregos para os “companheiro”?
E se algum aspone do presidente nos mandasse tomar no cu quando caísse algum avião?
E se a saúde pública estivesse o caos e FHC achando que está satisfatória e todos estão sendo bem atendidos?
E se as escolas públicas fingissem que ensinam, os alunos fingissem que aprendem, e o presidente dissesse que pra ser presidente ou político não precisaria de ter instrução, só intuição?
E se o FHC declarasse sempre que não sabia de nada?
E se o FHC fosse amiguinho do presidente mais corrupto que o Senado já teve?
E se o governo FHC tivesse 37 Ministérios e Secretarias, tantos que é difícil encontrar alguém que os cite e esclareça suas finalidades?
E se o “bolsa família e suas variantes” só servissem para compra de votos e incentivo ao crescimento da natalidade nas faixas carentes da população?
E se o FHC se borrasse de medo do Hugo Chaves e do Evo Morales, e entregasse de mão beijada os bens brasileiros da Petrobrás?
E se o leite contivesse soda cáustica?
E se algum ministro do FHC declarasse que soda cáustica no leite não faz nenhum mal?

O que o PT diria?

Aonde anda o PT?

CONCLUSÃO: Petista é como pardal: tem em todo lugar, não serve pra nada, é feio, não canta e ainda caga no país inteiro.

Selo comemorativo

Esta vai para descontrair (já que conseguirei tirar uma semana de férias):

Lula queria um selo com sua foto para marcar o aniversário de seu governo.
Duda Mendonça achou boa a idéia e executou o projeto.
Lula aprovou e mandou a ECT fazer 10 milhões de selos.
Quando o selo foi para as ruas, Lula ficou radiante!
Mas, em poucos dias, ficou furioso ao ouvir reclamações de que o selo não aderia aos envelopes.
Imediatamente, convocou os responsáveis pela confecção e emissão do selo com sua imagem, ordenando que investigassem rigorosamente o assunto.
Comissões pra lá, grupos,subgrupos e equipes aos montes pesquisaram as agências dos Correios de todo o país, ouviram usuários, balconistas etc…e, finalmente, desvendaram o que estava ocorrendo.

O relatório, com mais de mil páginas, entregue um mês depois, dizia, na sua conclusão:
“Não há nada de errado com a qualidade dos selos. O problema é que o povo está cuspindo do lado errado.”

Interessante como numa única piada conseguiu-se mesclar Duda Mendonça, Correios (“berço” da descoberta sobre o mensalão), a mania lullista de criar comissões e grupos de inúteis (conselhos e afins), além, é claro, do brilhantismo que já virou marca registrada de Rei Mulla.

Aliás, sobre o brilhantismo de Rei Mulla, a coluna de Clóvis Rossi na Folha de São Paulo do último sábado (10/11/2007, na íntegra aqui para assinantes) é simplesmente impecável:

Estamos em 21 de agosto de 2007, em São José dos Campos, mais exatamente na sede da Embraer. Ao lado de Lula, estão os comandantes da própria Embraer, como é óbvio, mas também os dirigentes de uma certa BRA, companhia de aviação que, então, pouco freqüentava o noticiário. Lula discursa para comemorar “a assinatura de um contrato entre a empresa BRA e a Embraer para a compra de 20 jatos Embraer 195, no valor de US$ 730 milhões”. O presidente ousa bancar a pitonisa para dizer o seguinte, palavra por palavra: “Eu tenho certeza de que, nos próximos anos, a BRA vai colher com o lucro e com o crescimento do número de clientes pela aposta certa que está fazendo de acreditar cada vez mais na aviação regional”. Não satisfeito, já no fim do discurso, Lula arrisca-se a mais uma previsão ufanista, bastante típica: “A BRA está dando uma demonstração de que não é apenas o coração que é brasileiro, ou a cabeça que é brasileira, ela é uma empresa que acredita no crescimento da oferta de passageiros para cumprir a demanda que eles vão oferecer”.
Será que não havia, no entorno presidencial, alguma alma caridosa para avisá-lo de que a BRA, já então, não era uma Brastemp?
Claro que o presidente sempre pode refugiar-se em uma de suas frases preferidas, já bastante folclorizada, a famosa “eu não sabia”. Até admito que o presidente não seja obrigado a saber de tudo, mas seus assessores deveriam estar suficientemente espertos para evitar que se vinculasse tão gostosamente a um iminente fracasso. Mas o pior, o mais atordoante, é não saber quantas outras “certezas” do presidente virarão falências pouco tempo depois. 

Desnecessário comentar.

Quadrilhas do passado e do presente – uma pena

Quem tem pena de quem ? Rei Lulla tem pena de Fernando Collor porque ele (Collor) integrou uma quadrilha, que desviou dinheiro público para fins nada republicanos ?

Engraçado ouvir isso hoje, após o Supremo Tribunal Federal ter acatado as denúncias do Procurador Geral da República, que denunciou uma quadrilha integrada por diversos dos principais nomes do PT (José Dirceu, José Genoino, Delúbio Soares, Silvio Pereira e outros), cujas atividades consistiam, basicamente, em corromper, tudo em nome da construção de um projeto de poder do PT.

Rei Lulla deveria assistir o filme “Peggy Sue – seu passado o condena”…. 

Afinal, quadrilha por quadrilha, a quadrilha do PT roubou muito mais do que qualquer outra quadrilha…… Para manter um bordão recorrente, “nunca antes na história desse país” uma quadrilha de políticos e gente do governo roubou tanto, de forma tão organizada.

Aliás, percebo que a única coisa que o PT consegue fazer de forma ORGANIZADA é roubar.

Neste sentido, vale a pena tentar entender o que viria a ser o tal “Socialismo Petista”, como neste vídeo aqui:

Será que o tal “Socialismo Petista” é baseado na formação de quadrilhas, prioritariamente compostas por PTistas, para tomar de assalto o Estado ? Neste sentido, eis uma leitura interessantíssima: intervencionismo e petismo.

Destaco alguns trechos, marcantes: E por falar em intervencionismo, mais um pode estar em plena gestação na praça. Trata-se de uma operação em curso no Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), órgão de pesquisas do governo que sempre teve como tradição a pluralidade. Fala bem e fala mal do governo de plantão. Lá dentro, é possível encontrar de tudo: economistas petistas, economistas tucanos, economistas tucano-petistas e outros tipos.
Essa liberdade reinante no Ipea sempre sempre incomodou o Palácio do Planalto, mas por obra do ex-ministro Antonio Palocci e do ministro Paulo Bernardo (Planejamento) o órgão foi sobrevivendo sem interferências em seu trabalho.
O clima começou a mudar quando o Ipea saiu dos braços do Ministério do Planejamento e passou a responder ao novo ministro Mangabeira Unger, que trocou o comando do órgão. O novo presidente, Márcio Pochman, renovou a diretoria e provocou um enorme mal-estar dentro da equipe. Tanto que, no dia em que o Senado derrubou a Secretaria de Planejamento de Longo Prazo de Mangabeira Unger, pesquisadores do Ipea só faltaram soltar fogos de artifício. Só não o fizeram por saber que o Palácio do Planalto encontrará uma saída jurídica e ressuscitará a secretaria.
Naquele dia, pesquisadores do órgão contaram a jornalistas como estão avaliando as mudanças no Ipea promovidas por Mangabeira e Pochman. Dizem que o governo Lula estaria conseguindo fazer algo que sempre desejou desde o início do primeiro mandato: implantar um “pensamento único” no Ipea e enquadrar sua equipe. 

O IPEA, aliás, produziu um estudo MUITO interessante, que ajuda a explicar algumas das razões para o recente caos aéreo. O estudo foi produzido em 2003 (antes, portanto, de se falar em “caos aéreo”, antes dos acidentes da GOL e TAM, antes da “comoção nacional” que passou a cercar o tema). O arquivo pode ser lido, na íntegra, no próprio site do IPEA, aqui.
Um trecho das conclusões deste documento (produzido, cabe ressaltar, por ÓRGÃO FEDERAL SOB A GESTÃO DO REI LULLA, EM 2003) afirma o seguinte: Em suma, a reversão do processo de liberalização carece de evidências de que a concorrência teria inviabilizado a existência de empresas eficientes, em favor de  empresas ineficientes, o que geraria perda de bem-estar e eficiência econômica. Assim, o debate em torno da melhor regulação para o setor, que promova simultaneamente o desenvolvimento da indústria e o bem-estar dos usuários, certamente terá muito a ganhar com a sua publicidade e a inclusão de mais interlocutores, que se debrucem com cuidado sobre a análise dos efeitos para o mercado de proposições de políticas.

Trocando em miúdos, a desculpinha ridícula do Rei Lulla e seus asseclas guardiões da boçalidade PTista de que nunca ouviram falar em crise aérea é mais uma tergiversação, na tentativa de despistar sua incomPTência.

Lamentavelmente, a desculpa é aceita por “intelectuais” como Marilena Chauí e ignóbeis menos conhecidos publicamente….. Má-vontade, ignorância ou má-fé ? Uma somatória de tudo isso, quiçá…….